Cadeira Vazia

A tua cadeira está vazia
A mão que sempre me apoiou não está
O colo que sempre me acolheu não está
A tua cadeira está vazia
Não há a segurança
Não há o aconchego
A tua cadeira está vazia
Não há música
Não há palavra
A tua cadeira está vazia
É só dor e solidão
E, debaixo de meus pés, se abre o chão

Porto Alegre, 26/10/2016

Em homenagem ao meu amado Zizi
Autoria: Daniela Annes Spera
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s