Na cabeceira: “A Resistência”, de Julián Fuks

Terminei de ler “A Resistência”, de Julián Fuks, que foi considerado pela crítica especializada o melhor livro de 2016. Eu não costumo me guiar por críticas, muito menos as especializadas, pois gosto é algo muito íntimo, pessoal e, sobretudo, subjetivo. Acho que o que nos toca também está muito relacionado ao que já vivemos e … Mais Na cabeceira: “A Resistência”, de Julián Fuks